Home
Don’t Panic!!!
Durante séculos o homem procurou maneiras de expressar seus pensamentos. De forma que o mesmo tentou expandi-los aos confins do universo, [ou qualquer coisa parecida perto de Santragino V, onde se encontra a melhor bebida das galáxias, a Dinamite Pangaláctica] com a invenção do BLOG!
Até que você, seja lá por qual motivo, resolveu acompanhar este raciocínio incoerente, e decidiu montar um blog (não importa o assunto).  Divulgar a novidade e mostrar para os amigos que é um cara maneiro, com um site no ar. Ah, meu amigo mochileiro, esse post é para você, e para os cuidados (que eu tenho certeza que não teve) ao criar geneticamente seu bloguizinho querido !!!
Neste universo, muitos autores, como eu, cometem erros graves com alguma regularidade, fruto do seu desconhecimento acerca do funcionamento e das melhores estratégias a utilizar na blogosfera. Vou tentar aqui esmiuçar acerca dos erros mais comuns encontrados.

1. FALTA DE ORGANIZAÇÃO
Quando se inicia um blog é necessário criar um mapa, seja ele mental ou em papel, com um esquema da organização que pretende dar ao seu blog. Qual o número de vezes que o pretende atualizar por semana, definir tempos para responder aos comentários e e-mails dos seus leitores, tempo para ler outros blogs dentro do seu nicho de mercado, entre outras coisas.
Se por ventura não se organizar logo desde o príncipio, rapidamente irá perceber as dificuldades que terá para atualizar o espaço regularmente ou pelo menos se sentir motivado a fazê-lo. Quando não existem barreiras previamente estabelecidas, tende-se a fugir inconscientemente da via expressa intergaláctica.


2. POUCA INVESTIGAÇÃO PRIMÁRIA

Quando se entra num determinado ramo de mercado, é provável que já existam outros “mochileiros” a explorar esse universo, a partir dos quais você poderá aprender muito. Utilizar os seus colegas de jornada, dentro e fora da sua galáxia, é uma forma efetiva de conseguir aprender as suas estratégias, movimentações e ações. Investigar como trabalha o “inimigo”, é primordial antes sequer de entrar no mercado propriamente dito.
Geralmente o que acontece em determinados casos, é que o autor abre um blog e passa a escrever aquilo que muitos já escrevem.

3. ESCOLHER O RAMO DE MERCADO ERRADO

Emparelhado com o ponto anterior, está à escolha do mercado onde atuar. Essa escolha muitas vezes está associada ao tipo de trabalho, tipo de mercado, concorrência, atualização, entre outros fatores que fazem distinguir rapidamente um bom, ou mau ramo.
No entanto muitos blogueiros e empreendedores on-line ainda não sabem fazer uma investigação de qualidade e bem antes de entrarem em determinados nichos que na verdade não são rentáveis e/ou exigem muito dos autores ao nível da publicação de artigos e constantes atualizações.
Se pretende entrar num determinado nicho de mercado, procure fazer aquilo que chamamos a “trial version“, ou seja, a versão de testes. Não perca demasiado tempo com ela e procure apenas sentir se esta é a solução ideal para você.

4. SER DEMASIADO PESSOAL

É bom ser-se amigável numa abordagem com um leitor, no entanto é necessário mantê-la profissional ao máximo. Quando se escreve um blog na primeira pessoa e se trata um leitor desconhecido por “vc”, poderão acontecer diversas reações:

1- o leitor pode pensar que você não é profissional naquilo que faz;
2- o leitor poderá sentir-se incomodado com a forma como escreve;
3-    o leitor poderá não se identificar com o seu estilo relaxado e acaba por deixar o blog.
Procure escrever de uma forma descontraída, mas ao mesmo tempo formal e profissional. Não tenha medo de ser amigável, mas acima de tudo trate os seus leitores com respeito e profissionalismo. Além do mais, você nunca saberá quem estará lendo…

5. INCAPACIDADE DE REAGIR ÀS DIFICULDADES

No mundo dos mochileiros, são poucos os que conseguem vingar e se tornar realmente referências e autoridades nas suas áreas específicas. Esses que conseguem, são geralmente os mais batalhadores, e que possuem as melhores toalhas, aqueles que não desistem e também aqueles que conseguem reagir forte e rapidamente às dificuldades do universo urbano.
 55% dos blogs que se iniciam diariamente nunca chegam a passar os 3 meses de vida. Isso acontece porque os seus autores não conseguem lidar com o fato de terem audiências curtas, rendimentos miseráveis e poucos comentários no seu blog. Esse é o processo normal de crescimento de um blog, e todos aqueles que não o conseguirem interpretar de uma forma positiva, irão sofrer as conseqüências.

6. FALTA DE CRIATIVIDADE

Quando se inicia um blog é necessário ter em mente que esta é uma corrida de anos luz. Estamos falando de anos luz escrevendo artigos, introduzindo idéias e ferramentas, a procurar investimentos de qualidade, etc. A criatividade e a originalidade estãrão sempre de braços dados, e só aqueles que conseguirem realmente introduzir novos valores aos seus leitores, é que não terão de passar pela fase do declínio e da perda de público.
Os mochileirosque tendem a adormecer em cima de suas toalhas, irão sentir na pele a concorrência e o inovadorismo introduzido pelos demais aventureiros.

7. EXAGERAR NA FLEXIBILIDADE

Embora existam dias em que não se está criativo ou com vontade de trabalhar, quer ficar jogando PSP o dia todo, isso só será possível se você tiver suas tarefas planejadas (ver ponto nº1). Falhar um dia ou outro dificilmente lhe trará problemas, mas seguramente irá atrasar seu blog relativamente aos demais concorrentes.
Procure manter-se organizado e flexível. Se continuar a adiar tarefas, ideias e artigos que deveria ter feito há alguns dias, rapidamente irá afundar-se na sua preguiça.

08. NÃO FAZER AQUILO QUE REALMENTE GOSTA

Embora existam ramos no mercado extremamente rentáveis[sim, é exatamento o que você está pensando], a verdade é que, se não trabalharem numa área do seu interesse, seu blog rapidamente se tornará um pesadelo e um enorme desgosto para você.
Na blogosfera atômica e no empreendedorismo on-line, nem tudo passa pelo dinheiro. Preocupe-se primeiro em definir as áreas que lhe dão prazer, e só depois selecionar aquela que lhe pode trazer mais benefícios ao longo do tempo. Se continuar a insistir numa área e num modelo de negócio que não gosta, o único caminho será desistir.

É importante tentar evitar alguns, ou praticamente todos estes erros. Eles são cometidos por muitos mochileiros e caçadores de recompensa, que na grande maioria das vezes os cometem de uma forma negligente ou mesmo inconsciente.
Será que você já cometeu alguns destes erros? Se sim, quais?
E não se esqueça, não importa a situação: Não Entre em Pânico !
Te vejo no espaço cowboy!!!
That’s All folks !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s