Home

Você pode me perguntar: Não é melhor utilizar o linux para fazer esses particionamentos? Ou então usar um programa como o Partition Magic ou o Paragon Partition Manager, ambos são recomendados, porém não é bom gastar tanto dinheiro para algo que você vá utilizar apenas algumas vezes (a menos que você trabalhe numa empresa muito grande, afinal, suporte com garantia vale muito para eles).

Por isso falo sobre o EASEUS Partition Master, que apesar de ter versões pagas, possui a home edition, que da conta do trabalho para particionamentos, para quem já teve a experiência com o QTParted do linux, vai se familiarizar rápido com esse programa.

Para isso basta fazer o download do Partition Master e instalar o programa.

Você que já esta em um nível acima de um usuário comum (ou seja, daqueles que nem o mouse ainda sabem usar), deve saber que basta ir avançando (next), e sempre prestar atenção em coisas que o programa pede para instalar.

O visual do programa é bem simples e facil de se utilizar, bastando apenas algumas trocas de olhares que você já entendera tudo que se passa por ele.


O que é Particionar um HD e por quê faze-lo?
Muitos podem perguntar o que o que é particionar, esses são usuário de um nível normal, mas basta pegar pela parte do nome onde se diz “part”, ou seja, fazer de algo em pedaços (não, não nos tornaremos nenhum Freddy Krueger), mas sim dividir o HD para futuramente poder formatar a partição onde está salva o Sistema Operacional sem perder os dados, facilitando em muito a vida de Técnicos, por não precisar ficar realizando o Backup toda vez que formatar um micro.

2 pensamentos em “EASEUS Partition Master: Particione seu HD pelo windows sem Problemas

  1. Programa muito útil! Mas, fiquei sabendo que particionar um HD grande tipo 1TB eu perco menos na formatação. Isso é verdade? E se sim, por que isso acontece?

  2. O particionamento funciona sempre no mesmo conceito: Pega o tamanho do HD e divide em diversas partes, logo, não tem perda efetiva de espaço seja num disco de 1TB ou em outro de 80GB, tendo em vista é claro que sempre fica uma partição SWAP (para o caso do Linux) ou partição de sistema do Windows Vista/7.
    Concluindo: Indiferente de haver ou não uma partição, sempre deve levar em consideração essas partições utilizadas pelo sistema operacional.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s